Os Fragmentos de Tracey

The Tracey Fragments – 2007

Direção: Bruce McDonald 

Roteiro: Maureen Medved

Elenco: Ellen Page, Zie Souwand, Julian Richings, Slim Twig, Derek Scott

 

Esse é sem duvida nenhuma o filme mais difícil que fiz uma resenha. A forma como o filme é contata é inovadora, mostrando a tela fragmentada e em cada quadrinho tem um diferente ângulo da cena. Isso ajuda muito a você ter uma visão ampla de cada cena, praticamente um 360º, mas as vezes torna o filme confuso, talvez porque não seja muito costumeiro filmar desse jeito.

A trama não é nada surpreendente e nem é esse o ponto forte do filme, mas a forma como foi contada e a edição é que são. Não tem uma linha de tempo reta e as vezes estamos lá na frente e depois estamos no início. Algumas cenas são viagens da cabeça da Tracey (Ellen Page) e se mesclam com a realidade da sua vida e por muitas vezes enganando o espectador. Para vocês terem uma idéia, as filmagens duraram apenas 14 dias, já a edição demorou nove meses para ser finalizada, realmente um filho para quem esteve envolvido nesse parte do projeto.

Em seus pouco mais de 80 minutos, mostra a conturbada vida de Tracey. Com problemas em casa e no colégio, ela ainda sofre com o sumiço do irmão mais novo que estava com ela quando foram dar um passeio. Tracey passa boa parte do filme procurando o maninho, tendo algumas ilusões de tê-lo encontrado.

Mais uma vez Ellen Page mostra que não é só um rostinho bonito, a menina manda bem e conduz o filme quase sozinha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: