O Passado

El Passado – 2007

Direção: Hector Babenco

Roteiro: Hector Babenco, Marta Goes, Alan Pauls

Elenco: Gael García Bernal, Analía Couceyro, Ana Celentano, Mariana Anghileri, Paulo Autran

Eita filminho que perturba viu! Talvez por mostrar situações bem reais e ter personagens fortes, o filme acerta em cheio com a idéia de perturbar e nos fazer refletir com os nossos relacionamentos. A produção é uma parceria entre o Brasil e a Argentina, dirigida pelo brasileiro nascido na Argentina Hector Babenco, baseada no livro do argentino Alan Pauls, estrelada pelo mexicano Gael García Bernal e com a ilustre participação do brasileiro Paulo Autran.

A trama conta a história de Rímini (Gael García Bernal), um tradutor que depois de 12 anos termina de forma amigável um relacionamento com Sofia. Mesmo com o fim do relacionamento, Sofia age como se ainda fosse mulher de Rímini, seu temperamento forte faz com que seja presença constante na vida de Rímini, quase que como uma sombra. Mesmo assim ele começa a namorar Vera, uma modelo que tem sérios problemas de confiança, achando toda hora que está sendo traída. Após fazer uma tradução de uma palestra, Rímini encontra com Sofia e acabam se beijando, Vera vê a cena e sai correndo que nem uma maluca pela rua, é atropelada e morta por um ônibus. Passado um ano, já refeito do acidente, Rímini está casado com Carmen, sua parceira de traduções. O novo relacionamento vai bem, mas Rímini começa a ter problemas com repentinas amnésias e sua carreira vai para as cucuias.

Um novo animo em sua vida é a chegada do filho Lúcio, mas como nada na sua vida dura muito, Sofia em um momento de loucura rapta o moleque após um encontro fracassado com Rímini. O resultado é a decisão judicial de não se aproximar a menos de 50 metros de Carmen e Lúcio. Depois disso, a vida de Rímini vai para o buraco, morando no apartamento do pai e se tornando um mendigão barbudo e porco. Com a ajuda de um amigo, retorna a vida normal, trabalhando como personal trainer em uma academia. Lá ele se envolve com uma aluna, mas após flagrar-la com outro tem um acesso de fúria e acaba em cana. E quem vai resgatá-lo?? Tchan, tchan!! O capeta Sofia paga a fiança e leva Rímini para casa como um troféu para suas amigas de um grupo de mulheres que foram abandonadas pelos maridos. O final condiz bem com a frase que aparece no teaser, “a separação também pode ser parte de uma história de amor”

O filme como um todo é muito bom, ficando difícil apontar o que se destaca mais. A direção de Hector Babenco soube trabalhar muito bem com os personagens, que por sua vez tinham um roteiro bem coeso e trabalhado para se apoiarem. É um filme que presta bastante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: