O Reino Proibido

The Forbidden Kingdom – 2008

Direção: Rob Minkoff

Roteiro: John Fusco

Elenco: Michael Angarano, Jackie Chan, Jet Li, Yifei Liu, Collin Chou, Bingbing Li

O filme acaba e bate aquela sensação de que poderia ter rendido mais, principalmente porque neles estão Jackie Chan e Jet Li, dois dos maiores nomes dos filmes de artes marciais e ação. Esteticamente o filme é muito bom, a fotografia foi muito bem escolhida, as locações na China são belíssimas e as seqüências de luta são muito bem feitas.

Se o próprio Jackie Chan, assumiu que o roteiro é fraco e que ele só embarcou nessa porque a presença de Jet Li estava confirmada, vocês podem ter uma idéia de tamanha porcaria que é a história. Baseado na lenda do rei Macaco, o filme começa em Chinatown com o personagem principal, Jason (Michael Angarano), comprando alguns filmes de Kung-Fu na loja do velho Hop (Jackie Chan). Lá dentro, ele encontra um bastão, que segundo Hop, o dono nunca foi buscar. Depois de sair da loja, Jason é abordado por Lupo (Morgan Benoit) e seu bando e acaba tomando uma surra e sendo obrigado a levá-los para assaltar a loja de Hop. Durante o assalto, Hop leva um tiro e pede para que Jason devolva o bastão ao verdadeiro dono, o garoto sai correndo e acaba caindo do alto de um prédio. Ao invés de se espatifar no chão, ele é transportado para o Reino Médio, que não é nada mais que a China mitológica.

No Reino Médio, Jason encontra Lu Yan (também interpretado por Jackie Chan) e fica sabendo que o bastão é uma arma que pertenceu ao Rei Macaco (Jet Li), que durante uma luta contra o General Jade (Collin Chou) foi enfeitiçado e só pode ser libertado se tiver o bastão de volta. Com isso Jason parte para cumprir a sua missão, sendo ajudado por Lu Yan e pela guerreira Golden Sparrow (Yifei Liu). No começo da jornada eles encontram com o Monge Silencioso (também interpretado por Jet Li), que de inicio rouba o bastão e luta contra Lu Yan, mas no final do combate, esclarece que estava procurando a pessoa responsável por portar o bastão e se une ao grupo, ou seja, totalmente desnecessário.

Durante o caminho, Jason diz que não sabe nada de Kung Fu na prática e acaba recebendo duras lições com Lu Yan e com o Monge. Para quem assiste é bem divertido pois ele apanha bastante. Quando o grupo chega próximo ao castelo do General Jade, é interceptado por Ni Chang (BingBing Li) e por soldados do General. Na fuga Ni Chang dispara uma flecha que acaba acertando Lu Yan, deixando-o gravemente ferido. Para salvar o amigo, o grupo o leva para um centro de treinamento que aparece do nada, lá eles tem a boa noticia que Lu Yan tem chance de sobreviver se tomar um elixir da imortalidade, o problema é que o tal elixir está com o General Jade. Sabendo disso Jason toma a brilhante atitude de partir sozinho para o castelo e fazer uma troca com o General, o bastão pelo elixir. Só que mais uma vez temos um problema, o General já tinha prometido o elixir para Ni Chang e a decisão vai para a porrada!! Isso mesmo, quem vencer leva o elixir. Por mais que milagrosamente Jason tenha aprendido a lutar, ele toma um pau bonito e na hora em que o General ordena que cortem a sua cabeça surgem o Monge e a Golden Sparrow e o quebra quebra generalizado tem início.

Para ajudar os mocinhos, um grupo de mini lutadores do centro de treinamento chega para fazer número e ainda trazem de maca Lu Yan. Ai o que vocês acham que rola? Jason tira o feitiço do Rei Macaco, que senta a bastãozada no General, Lu Yan toma o elixir e fica bonzinho da silva, porrando Ni Chang e só a Golden Sparrow que se ferra. Terminada a luta e as despedidas, Jason volta ao seu mundo e ainda tem pique de acertar as contas com Lupo.

Por tudo que o filme apresenta e pela sinceridade de Jackie Chan, o filme é uma bobagem, só vale pelas cenas de luta e por ser o primeiro filme em que Jackie Chan e Jet Li participam juntos. Uma observação importante é que o diretor, Rob Minkoff, até hoje só dirigiu filmes infantis, tais como “Rei Leão” e “Stuart Little”, que apesar de serem bons filmes, deve explicar o porque de “O Reino” é tão bobinho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: