O Diário de uma Babá

The Nanny Diaries – 2007

Direção: Shari Springer Berman, Robert Pulcini

Roteiro: Shari Springer Berman, Robert Pulcini

Elenco: Scarlett Johansson, Laura Linney, Nicholas Art, Paul Giamatti, Chris Evans, Alicia Keys

De uma forma geral, “O Diário de uma Babá” é um bom filme e contém boas críticas a alta sociedade de Nova York. Mas alguns elementos presentes são extremamente desnecessários e fazem com que ele caia no lugar comum, coisas para fazer o filme mais comercial.

A história é uma adaptação de um livro escrito por Nicola Kraus e Emma McLaughlin, duas ex-babás que não tiveram bons momentos com as famílias para quem trabalharam no Upper East Side em Nova York e resolveram relatar suas experiências. Quem assina o material cinematográfico é a dupla de diretores e roteiristas Shari Springer Berman e Robert Pulcini, que apareceram em 2003 com “Anti-Herói Americano”. Por mais que insistam em pecar como na hora de colocar um romance bobo e mal trabalhado e uma seqüência viajandona, a crítica presente nos relacionamentos entre as famílias e as babás é bem explorado pelo texto e pelas atuações de Scarlett Johansson, Paul Giamati, Nicholas Art e principalmente por Laura Linney, que é educada, psicótica e carente em momentos alternados do filme.

A história gira em torno de Annie Braddock (Scarlett Johansson), uma jovem que recém saída da universidade ainda tem muitas dúvidas sobre quem realmente é e o que pretende ser no futuro. O início de suas descobertas começa quando encontra o pequeno Grayer( Nicholas Art) e sua mãe (Laura Linney), a quem Annie chama de Senhora X e recebe uma oportunidade de emprego como babá do garoto. Achando uma boa solução para começar a resolver seus problemas, Annie aceita o convite e se muda para a casa da família, localizada no Upper East Side, que é uma das áreas mais valorizadas de Nova York.Como pretende ser antropóloga, Annie vê a chance de começar seus trabalhos analisando a vida da família e vai fazendo comentário em Off ao longo do filme.

O encanto inicial com a Senhora X e Grayer se rompe logo no primeiro dia e aos poucos ela vai percebendo que a família está em ruínas, o chefe da casa, o Senhor X (Paul Giamati) é um marido e pai ausente, que da mais atenção ao trabalho e fazendo tudo para estar viajando. Esse abandono faz com que a Senhora X seja uma mulher nitidamente problemática e que também não da muita atenção ao filho. As brigas constantes entre os pais afetam diretamente Grayer, que apesar de ser uma boa criança é muito mimado e todo fresquinho. Mesmo com todo ambiente desfavorável, Annie não larga o trabalho por que criou um elo forte com Grayer e sabe que o menino precisa de atenção, mas as coisa chegam a um ponto tão insuportável que Annie estoura e faz um monólogo para uma câmera escondida no quarto de Grayer.

O elenco ainda conta com Chris Evans e Alicia Keys, mas seus personagens não acrescentam em nada na história. “O Diário de uma Babá” presta, mesmo tendo uns momentos desnecessários.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: