Os Indomáveis

3:10 to Yuma – 2007

Direção: James Mangold

Roteiro: Halsted Welles, Michael Brandt, Derek Haas

Elenco: Russell Crowe, Christian Bale, Ben Foster, Logan Lerman, Peter Fonda, Lennie Loftin, Vinessa Shaw

O faroeste é um gênero pouco trabalhado hoje em dia, já que foi explorado excessivamente até a primeira metade do século passado. “Os Indomáveis” é um remake de “Galante e Sanguinário” de 1957 e foi dirigido por James Mangold que conta com um bom roteiro e com as atuações de Russel Crowe, Christian Bale e Ben Foster. O carisma do personagem de Russel Crowe é inegável, mesmo sendo o vilão da história a dualidade dele faz com que esperemos que se de bem no final das contas. Um único porem nessa história toda é que o final parece um pouco meloso.

Dan Evans (Christian Bale) é um fazendeiro que acaba de ter sua propriedade atacada pelos capangas de Glen Hollander (Lennie Loftin), um poderoso homem na região. Dan sai com seus dois filhos, William (Logan Herman) e Mark (Benjamin Petry) atrás do seu gado que foi afugentado pelos homens de Hollander. Quando encontram os animais, eles testemunham um assalto comandado pelo famoso ladrão Ben Wade (Russell Crowe), como não tem nada com isso e preocupados com as próprias vidas, Dan e seus filhos apenas observam de longe e quando os assaltantes se afastam, eles vão ajudar Byron McElroy (Peter Fonda), um sobrevivente do ataque. Dan leva Byron até a cidade para receber cuidados médicos e aproveitando a ida, procura Hollander para conversar, mas a tentativa não da em nada e quando ele entra em um bar, cai de cara com Ben Wade, que naquele momento está sendo cercado pelo xerife. Capturado, ben será levado até uma outra cidade para pegar o trem das 3:10 para Yuma, mas essa tarefa não será fácil, já que seus comparsas vão fazer de tudo para libertá-lo. Dan aceita 200 dólares para fazer parte da escolta e pretende com o dinheiro salvar sua fazenda e a sua família.

No caminho até o trem, o grupo será atacado por apaches e por outros inimigos de Ben e é ai que um pequeno elo entre ele e Dan começa a se formar, uma espécie de Síndrome de Estolcomo. Ao chegarem na cidade onde o trem vai partir para Yuma, Dan vai ter que se desdobrar para cumprir sua tarefa, já que os capangas de Ben tomaram a cidade e com um incentivo financeiro aos moradores o número de opositores praticamente triplica. No meio do tiroteiro e  da correria para chegar a estação, Dan e Ben trocam alguns segredos e o respeito entre eles cresce e é isso que explica a atitude de Ben alguns minutos depois com seus capangas.

“Os Indomáveis” foi indicado a 15 premiações, inclusive dois Oscars e venceu duas delas. É um bom filme, bom faroeste e um bom remake, presta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: