Autópsia de um crime

Pathology – 2008

Direção: Marc Schoelermann

Roteiro: Mark Neveldine, Brian Taylor

Elenco: Milo Ventimiglia, Michael Weston, Alyssa Milano, Lauren Lee Smith, Keir O’Donnell, Johnny Whitworth

“Pathology” é um filme que vale pelo final, porque o meio é recheado de baboseira e coisas desnecessárias. Pra ser mais preciso, o filme é um Dexter piorado, que perde tempo demais em cenas de sexo sem sentido e alguns bate bocas que no final das contas se mostram superfulos.

Ted Grey (Milo Ventimiglia) é um jovem médio que com a ajuda do futuro sogro consegue uma residência em um hospital em Nova York. Ted é superfodão no que faz e logo quando chega percebe que os outros residentes tem a sua panelinha, trabalhando juntos, saíndo juntos e excluíndo os demais médicos. Com algumas tiradas no ínicio e demonstrando a sua capacidade, Ted ganha a confiança de Jake Gallo (Michael Weston), o líder da panelinha e começa a sair e beber com os caras.

Numa bela noite, Ted e Jake saem juntos e acabam em uma casa onde Ted passa mal e na manhã seguinte acorda na sua casa sem se lembrar do que fizeram na noite anterior. Ao chegar no hospital, quando vai analisar um corpo, Ted se lembra que o cara era uma espécie de porteiro do local aonde ele e Jake estiveram na noite passada, a causa da morte é desconhecida e Ted começa a desconfiar que Jake tenha cometido o assassinato.

Logo depois ele descobre que o grupo de residentes se diverte cometendo assassinatos perfeitos, onde um patologista não conseguiria ao certo descobrir as causas da morte de uma pessoa. O jogo sádico revesa a vez do assassino e a cada vez os crimes são mais complexos e as formas usadas mais difíceis de serem descobertas. Ted se envolve tanto com o jogo que acaba traçando Juliette Bath (Lauren Lee Smith), que de uma forma torta é a namorada de Jake. Ai o filme se enrola em sexo, os assassinatos e a chegada de Gwen (Alyssa Milano) a noiva de Ted.

O belo mundinho de analisar e matar muda quando Jake descobre o caso de Ted e Juliette e fica puto com isso e como sua nova vítma escolhe a garota, sem ninguém falar nada contra isso. Ai Ted tem a genial idéia de mandar todo mundo pro ares, até que da certo, mas Jake sobrevive e vai se vingar, mirando em Gwen.

O filme é bem mais ou menos, o final que é realmente do caramba e salva tudo, presta!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: