Max Payne

maxpayneMax Payne – 2008

Direção: John Moore

Roteiro: Beau Thorne

Elenco: Mark Wahlberg, Mila Kunis, Beau Bridges, Amaury Nolasco, Chris O’Donnell, Ludacris, Donal Logue, Olga Kurylenko

Olha, eu nunca joguei o jogo (frase horrível), então não posso fazer nenhuma comparação, ou sequer falar algo sobre fidelidade ao original e etc. Premiando um ano em que a criatividade foi a coisa que mais passou longe dos estudios em Hollywood, Max Payne é mais um das milhares de adaptações feitas. Seja de vídeo games, quadrinhos ou remakes, grande parte da produção estadounidense deste ano veio de algo já existente, em alguns casos tivemos bons filmes como “Cavaleiro das Trevas” e em outros morremos de raiva como em “O Olho do mal” . E “Max Payne”, aonde se encaixa? Se encaixa nos filmes mais ou menos, que você não lembra de nada depois de algumas horas, como “Homem de Ferro”.

Max Payne (Mark Wahlberg) é um detetive de Nova York que depois do brutal assassinato de sua família, ficou obsecado em procurar o último culpado e acabou destruindo a própria carreira. Resolvendo as coisas na bala, Max continua as investigações por conta própria, mesmo que seu ex-parceiro Alex (Donal Logue) tenha feito de tudo para solucionar o caso.

Após uma garota, Natasha (Olga Kurylenko) morrer logo após conhecê-lo, Max vira o principal suspeito do crime. Alex acaba ligando a porte da garota com a morte da família de Max e liga para o amigo para avisá-lo, porém acaba sendo morto e mais uma vez as suspeitas caem sobre Max. Procurado pela polícia, Max conta apenas com a ajuda de BB (Beau Bridges), ex-parceiro do pai e de Mona (Mila Kunis), irmã de Natasha.

A medida que vai seguindo nas investigações, Max descobre que a empresa em que a esposa trabalhava, havia manipulado uma droga para o exército, porém o experimento não deu muito certo. Essa droga, era a responsável pela morte de várias outras pessoas, mas como os donos da empresa tinham grande influência, as coisas foram abafadas.

O filme tem boas cenas de ação e usando uma fotografia parecida com a de Sin City, eu disse parecida, ok? Porém não é nada demais, ele acaba e bem, acaba, ponto final.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: