JCVD

jcvdJCVD – 2008

Diretor: Mabrouk El Mechri

Roteiro: Mabrouk El Mechri, Frédéric Bénudis, Christophe Turpin

Elenco: Jean-Claude Van Damme, François Damiens, Karim Belkhadra, Zinedine Soualem, Jean-François Wolff


É muito difícil escrever algo de ruim sobre o Van Damme, o cara fez parte da minha infância, adorava os filmes dele, via 500 vezes na Sessão da Tarde e sempre me divertia pra caramba, tentando imitar os golpes com um insucesso tremendo. Mas ai o cara por alguma razão resolve explorar seu lado dramático e bem, o resultado é esse “JCVD”, que tem uma idéia boa, mas não tem porrada e filme do Van Damme sem porrada não é filme.

Fazendo o papel dele mesmo, “JCVD” conta um dia na tumultuada vida do astro belga, que em uma passagem por Bruxelas, acaba se envolvendo em um assalto a uma agência dos correios e é considerado o autor do crime pela polícia. A vida de Van Damme não vai nada bem, nos Estados Unidos ele está numa batalha judicial pela guarda da filha e sua carreira vai mal, trabalhando em filmes péssimos e recebendo muito pouco. Seu envolvimento com as drogas acabam por transformar a vida em um inferno e com todos esses atenuantes, mesmo sem ter nada com o assalto é tratado como culpado pela polícia.

A repercussão do caso toma conta de Bruxelas e a região aonde o assalto está acontecendo fica lotada de fãs do cara, que o apoiam e pedem que a polícia o deixe escapar. Na verdade quem está liderando o assalto, são outras três pessoas, que se aproveitaram da situação de Van Damme estar ali e conseguir tempo para pensar em uma forma de escapar, já que o lugar está cercado. As negociações são feitas por telefone e Van Damme tem que fingir que é o responsável por tudo para salvar a sua vida e dos outros reféns. O clima entre os assaltantes não é nada amistoso, já que um deles é super fã de Van Damme e um outro é um escroto que se mostra disposto a matar qualquer um para escapar.

O final é estranho e completamente sem sentido e uma cena que Van Damme faz um monólogo e chora tem um texto muito bem escrito, mas é demais para a minha cabeça, não vou falar que o filme é ruim porque não é, mas é estranho, é diferente demais.

Links

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: