Coração de tinta: O Livro Mágico

inkheartInkheart – 2008

Direção: Iain Softley

Roteiro: Shelli Ryan

Elenco: Brendan Fraser, Eliza Bennett, Paul Bettany, Helen Mirren, Rafi Gavron, Sienna Guillory, Andy Serkis, Jamie Foreman, Jim Broadbent, Jennifer Connelly


Dar uma abstraida do mundo e ver filmes mais tranquilos ajuda as vezes. Depois de uma semana de massacre mental, peguei o “Inkheart” pra ver já sabendo que meu cérebro seria desligado e seria levado a um mundo fantastico, bonitinho e cheio de aventuras. O filme é muito bem feito, uma história de aventura fantástica, baseada no livro de Cornelia Funke, em que os personagens não tem nada de novo, mas conseguem agradar de qualquer forma. Os efeitos especiais também são bacanas.

Mo Folchart (Brendam Fraser) é um restaurador de livros que cria sua filha, Meggie (Eliza Bennett) sozinha, depois que a mãe desapareceu. Mo tem um dom especial, toda vez que ele lê um livro em voz alta, os personagens se tornam reais, saindo das páginas dos livros e caindo em nosso mundo. Após ler uma copia do livro Inkheart, Mo trouxe para nosso mundo alguns personagens do livro, o vilão Capricórnio (Andy Serkis) e Dustfinger (Paul Bettany) um malabarista que consegue manipular o fogo. O problema é que se um personagem vem para nosso mundo, uma pessoa acaba indo parar nos livros e foi assim que Resa (Sienna Guillory) a mulher de Mo desapareceu.

Desde então, ele começa uma busca por uma nova cópia do livro, mas Capricórnio tem outros planos e sempre destroi uma cópia quando encontra. Passados mais de 9 anos e sem achar uma copiazinha sequer, Mo encontra uma e começa a ter esperanças de trazer a mulher de volta. Porém ele, sua filha e a tia mala Elinor (Helen Mirren) acabam sendo capturados pelos capangas de Capricórnio, que já bem adaptado ao nosso mundo, possui uma outra pessoa com o mesmo dom de Mo e assim acumulou muita riqueza e mora em um castelo. Depois de ler um trecho de “Alibabá e os quarenta ladrões”, Mo, Maggie, Elinor e Farid (Rafi Gavron), um personagem de livro, são resgatados por Dustfinger e acabam fugindo de Capricórnio e indo atrás do autor de Inkheart para ver se encontram uma cópia do livro e trazer Resa de volta e mandar Dustfinger de volta a casa.

Ao encontrar Fenoglio (Jim Broadbent), o autor de Inkheart, e estar de posse do manuscrito do livro, Dustfinger contra a Mo que na verdade Resa já está de volta, porém é utilizada como serva de Capricórnio. Mesmo puto com a traição de Dustfinger, Mo parte com ele para o castelo de Capricórnio para resgatar a esposa e deixa Maggie com Fenoglio, mas a menina acaba sendo raptada mais uma vez pelos capangas do vilão, que ao saber que ele possui o mesmo dom do pai, quer usá-la para invocar o Sombra, um ser maligno que era responsável pelos atos de Capricórnio no livro.

O elenco é bastante surpreendente, porque reúne no mesmo filme feras como Paul Bettany e Hellen Mirren com astros mais pops e como Brendan Fraser e Jennifer Connelly. “Inkheart” é um bom filme família, ou como alguns gostam de enfatizar, um bom candidato a Sessão da Tarde.

Links

Comments
One Response to “Coração de tinta: O Livro Mágico”
  1. laly disse:

    é a coisa mais podre q eu ja vi !!! idiota! nunca olhem!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: