Alphaville

alphaville Alphaville, une étrange aventure de Lemmy Caution – 1965

Direção: Jean-Luc Godard

Roteiro: Jean-Luc Godard

Elenco: Anna Karina, Eddie Constantine, Jean-Louis Comolli, Akim Tamiroff, Michel   Delahaye.

No início, o filme parece ser maçante, mas depois que percebemos o contexto e a história, tudo começa a fazer sentido.

Para muitos, o corte seco típico de Godard, deixa o filme cansativo e sem fluidez, mas esse é o fator técnico mais importante de toda sua obra, não esquecendo da falta de regras, que permite a criação sem limites, fazendo parte do maior movimento vanguardista de cinema dos anos sessenta na França, a Nouvelle Vague.

Alphaville trata de um tema extremamente profundo, pois basicamente, conta a história de um agente enviado a uma cidade futurista, para destruir o computador alpha 60 que aboliu os sentimentos da população.

O ápice do filme é cena em que mostram os presos da cidade sendo executados, e seus crimes eram nada mais nada menos que sentir. Nessa sociedade, o sentimento mata.

Alphaville é essencial, e ainda conta com Anna Karina, a grande musa de Godard, e sua atuação tão natural que parece real.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: