The Inhabited Island

inhabitedObitaemyy ostrov / Обитаемый остров – 2008

Direção: Fyodor Bondarchuk

Roteiro: Marina Dyachenko, Sergei Dyachenko

Elenco: Vasily Stepanov, Yuliya Snigir, Pyotr Fyodorov, Sergey Garmash, Yuriy Kutsenko, Aleksei Serebryakov

Baseado no livro de mesmo nome, “The Inhabited Island” é um filme russo com altos e baixos, mas que impressiona por vir de um pais que é mais conhecido por obras clássicas de Eiseinstein, Pudovkin e outros da turminha vermelha . Realmente não conheço nada do cinema russo, fora os filmes dos diretores que citei acima, então não da pra comparar esse “The Inhabited Island” com o que vem sendo produzido naquele país estranho. Uma coisa é clara, o filme quer ser hollywoodiano, câmeras em 360º, lutas no estilo Matrix, explosões e tudo mais que se vê em um filme de ação, a diferença é que aqui temos momentos de amadorismo ou de simples falta de pratica no estilo.

Uma coisa que chama bastante atenção são as cores presentes, tudo é muito saturado, o azul é muito azul, o laranja é muito laranja, o que da um resultado visivo bem bacana e agradável. As atuações não são de todo ruins, são um pouco exageradas é verdade, mas até que da pra se simpatizar com o Maksim e com a cocota da Rada.

Outra coisa que pega para o lado negativo é o roteiro, o filme acaba ficando longo, enrolado e com cenas absolutamente desnecessárias em que ninguém faz nada e você se irrita. O filme termina e da a sensação de “e ai? é só isso?”, já que nada de importante mesmo acontece. Como o filme é dividido em duas partes, a segunda trabalha como complemento e é nela que as coisas realmente acontecem.

Maksim (Vasily Stepanov) é um astronauta que após um problema em sua nave acaba caindo em um planeta não reconhecido por ele. Aos poucos ele vai entrando em contato com a estranha vida do local, pessoas fanáticas, um governo totalitário, guerras, mas consegue a amizade de Guy e Rada.

Maksim repara que a ordem que rege o local é baseada no controle absoluto da vida das pessoas, os poucos que governam utilizam um sinal sonoro que faz com que o restante da população aceite todas as ordens e leis. Porém alguns são imunes a esse sinal, mas sofrem dores terríveis quando o sistema é acionado e por isso são considerados inimigos do estado, sendo caçados por isso. Aos poucos Maksim encherga o mal que o governo faz a sua população e resolve tentar mudar a situação, mesmo indo contra seu amigo Guy e colocando Rada em perigo.

O filme acaba sendo um pouco chato porque não acontece nada, esteticamente bonito, mas com muita encheção de linguiça e sem rumo, mesmo assim vale a pena gastar algumas horinhas com ele.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: