Zumbilândia

zombielandZombieland – 2009

Direção: Ruben Fleischer

Roteiro: Rhett Reese, Paul Wernick

Elenco: Jesse Eisenberg, Woody Harrelson, Emma Stone, Abigail Breslin, Bill Murray

Lotado de referências a outros filmes, “Zumbilândia” chega com o status de comédia de zumbis no mesmo nível de criatividade e qualidade que “Todo Mundo Quase Morto”. Na verdade aqui a sátira é maior e a ação é um pouco mais intensa, a balança é mais equilibrada de uma certa forma. A principio, o roteiro iria parar na televisão, mas alguém decidiu apostar na adaptação para o cinema, então com algumas transformações feitas “Zumbilândia” começou a ser gravado. Muitos nomes foram cogitados para o projeto, Patrick Swayze, John Carpenter, Mark Hamil, Jean-Claude Van Damme, Joe Pesci… mas no final, fora o elenco principal a única participação é de Bill Murray.

O filme é contado em primeira pessoa por Columbus (Jesse Eisenberg), um cara que sobreviveu a infecção de zumbis na que ele agora chama Zumbilândia. Columbus sobrevive com uma série de regras que ele mesmo criou e quando cada regra tem que ser usada, um letreiro aparece nas cenas, bem feito por sinal.

Columbus está a caminho de sua cidade natal e no meio do caminho encontra Tallahassee (Woody Harrelson), um outro sobrevivente, só que muito mais radical e pirado. Tallahassee não vive com a cacetada de regras de Columbus, mas tem uma obsessão, bolinhos, e por eles não tem o menor problemas em enfrentar os zumbis por ai. Em uma parada para achar os tais bolinhos, os dois encontram duas irmãs, Wichita (Emma Stone) e Little Rock (Abigail Breslin). As duas pedem ajuda porque Little Rock foi mordida pelos zumbis e não querem que ela vire um morto-vivo também. Mas todo momento dramático era só uma armação para as duas roubarem o carro e as armas dos dois.

Putos, mas sem outra alternativa, Columbus e Tallahassee conseguem um outro carro, um modelo muito melhor que o anterior e ainda repleto de armas. De volta a estrada, eles encontram as irmãs de novo e mais uma vez elas passam a perna neles, mas pelo menos os levam juntos. Aos poucos os quatro vão se interagindo e fazendo uma trégua, para logo se tornarem parceiros na sobrevivência na Zumbilândia. O grupo ainda passa por Hollywood na mansão de Bill Murray e encontra com uma horda de zumbis em um parque de diversões.

“Zumbilândia” surge como um ótimo filme, seja de comédia ou de zumbis ou de comédia de zumbis, tanto faz, é bom, presta!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: