500 dias com ela

500 days of Summer – 2009

Direção: Marc Webb

Roteiro: Scott Neustadter, Michael H. Weber

Elenco: Joseph Gordon-Levitt, Zooey Deschanel, Geoffrey Arend, Matthew Gray Gubler

Se você está esperando ver um filme de amor mela cueca, em que um rapazinho encontra uma mocinha, vivem uma bela história juntos, se separam por algum motivo e depois se reencontram no final para viverem felizes para sempre, pule “500 dias com ela”. O filme é uma história de amor sim, mas uma tangível, daquelas onde as pessoas se conhecem, se gostam, se irritam e acabam uma ferrando o coração da outra. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência, especialmente pra Jenny Beckman, aquela vaca!

Além das referências a arte moderna como Magritte e Cezanne, o filme faz diversas ao pop oitentista, como The Smiths, The Jesus & Mary Chain, Joy Division, The Clash e por ai vai. O lado musical do filme faz parte da bagagem do diretor Marc Webb, que dirigiu vários video clips e que agora estreia no cinema.

Tom (Joseph Gordon-Levitt) é um escritor de cartões comemorativos e em busca do grande amor, da mulher ideal. Sua inercia acaba quando conhece Summer (Zooey Deschanel) a nova secretária de seu chefe. A paixão de Tom por Summer é imediata, beirando a uma pequena obsessão, mas como ele não tem idéia do que fazer, os dias vão passando e nenhum avanço rola na relação. Depois de uma festa da empresa no karaokê, McKenzie (Geoffrey Arend), um outro colega de trabalho, acaba falando demais e entrega a Summer a paixão que Tom sente por ela. No dia Tom não faz nada, mas na volta ao trabalho, Summer da um beijo no cara.

O relacionamento (ou não relacionamento) dos dois começa, mas já de cara, Summer diz que não acredita em amor e que não quer ter nada sério com Tom, apesar de os dois fazerem tudo juntos. O filme tem uma edição interessante, já que os 500 dias do casal não é apresentado de forma linear, avançando e retrocedendo conforme as coisas vão se acertando e as brigas surgindo. Desde o início já da pra perceber qual será o destino dos dois, mas o interessante é ver as coisas rolando.

Tom é a única pessoa que se entrega ao relacionamento, com Summer apenas deixando a coisa rolar, gostando mais da companhia dele como amigo do que como outra coisa. A conselheira amorosa do cara é sua irmã, Rachel (Chloe Moretz), que apesar de ser bem mais nova, saca muito mais de relacionamentos do que ele e sempre tem uma coisa interessante a dizer.

“500 dias com ela” pode colocar a sua cabeça em parafuso, caso você tenha minimamente uma história parecida, mas ai aproveite e lembre-se que depois de toda Summer vem uma Autumn e foda-se as Janny Beckman, independente do nome de verdade que a vaca tenha!! Em tempo, o filme é muito bom e altamente recomendável para todos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: