20 Years After

20 Years After – 2008

Direção: Jim Torres

Roteiro: Ron Harris, Jim Torres

Elenco: Azura Skye, Diane Salinger, Joshua Leonard, Reg E. Cathey, Nathan Baesel


Filmes pós-apocalípticos se tornaram um sub-gênero rentável e todos os anos pipocam novos filmes por ai. A maioria deles é completamente descartável, com excessos de clichês e sem nenhum grande atrativo, como é o caso desse “20 Years After”. No outro lado da balança, temos “A Estrada”, que pode ter elementos comum aos demais filmes pós-apocalípticos, mas apresenta uma narrativa diversa, até certo ponto estranha, mas interessante.

Como o próprio título diz, “20 Years After” ocorre vinte anos depois do colapso da sociedade. O que sobrou da humanidade vive em pequenos grupos e todos eles tentam sobreviver da maneira que podem. O filme começa até de forma interessante, tem uma boa introdução, mas vai se perdendo aos poucos pela narrativa fraca. A coisa consegue piorar quando um boneco de ventriloquismo ganha vida e uma vilã pirada resolvem aparecer.

Sara (Azura Syke) e sua mãe, Margaret (Diane Salinger), vivem em um porão e passam a maior parte do tempo trancadas lá dentro. Margaret cuida com extremo cuidado da filha, que está grávida e prestes a dar a luz. A vida parcialmente tranquila das duas é quebrada quando Samuel (Reg E. Cathey) aparece e propõe que as duas saiam com ele e procurem ajuda devido a falta de água potável.

Enquanto isso, Mike (Joshua Leonard) passa seus dias fazendo transmissões de rádio para seus poucos ouvintes (o que seria um milagre ter mais de um em um mundo detonado). Mike acaba recebendo uma visita de um homem, que pede que lhe ajude com um sinal que ele captou em seu rádio.

Assim, o destino faz com que Sara, Margaret, Samuel e Mike se encontrem e se juntem a um grupo de outros sobreviventes que vivem em uma caverna. O que segue é o absurdo da esquisitisse, com ataque dos homens maus e tentativa de sequestro de Sara e de seu bebê.

Vale dizer também que o filme é muito mal gravado e com atuações fraquíssimas. Realmente não presta.

Comments
One Response to “20 Years After”
  1. E=MChammer disse:

    Sendo fã do gênero “pós apocalíptico”, posso dizer com todas as letras que esse filme é MUITO RUIM. E nem se pode dizer que o filme é “ruim mas bem intencionado”, pq tudo nele é totalmente non sense, negativamente falando. A premissa é interessante (me lembrou “The Postman”, com Kevin Costner), mas o roteiro e os atores deixam muito a desejar. A bizarrice da história consegue passar dos limites do gênero que, por essência, já é bizarro. Fuja! (tem uma cena onde os dois radialistas saem para buscar água quente para o parto de Sara. Ao voltarem, a câmera mostra os dois caras parados esperando pra entrar em cena, enquanto Sara, sua mãe e a vilã plastificada fazem o parto. Daí, os caras começam a andar e chegam dizendo que não acharam água quente, apenas fria. Hilário!)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: