Lost – 6ª Temporada, 4º Episódio

Lost – Season 6, Episode 4: The Substitute – 2010

Direção: Tucker Gates

Roteiro: Elizabeth Sarnoff, Melinda Hsu

Elenco: Matthew Fox, Josh Holloway, Jorge Garcia, Evangeline Lilly, Daniel Dae Kim,  Naveen Andrews, Michael Emerson, Emilie de Ravin, Nestor Carbonell, Terry O’Quinn


A enrolação de Lost não para. Já que essa é a última temporada, os produtores sabem que dificilmente alguém irá abandonar a série agora e ai fica nesse lega lenga, que pelo visto só vai acabar lá pelo 16º episódio. Pior somos nós espectadores, que mantemos a esperança cega que de um momento pro outro a série vai tomar um rumo descente. Caso parecido ocorreu na temporada passada, quando os primeiros episódios estavam horríveis e a audiência caiu bastante, bastou isso e deram um jeito das coisas acontecerem.

Nesse episódio poucas coisas de importante acontecem, na ilha, o John do mau tenta montar seu grupo de seguidores para atingir seu objetivo, coisa que até agora não foi bem esclarecida qual seja. O primeiro a segui-lo é Sawyer, que mesmo sabendo não se tratar do verdadeiro Locke, decide ir atrás de respostas de porque razão eles foram parar naquela ilha. Das andanças pela ilha até chegarmos ao momento que John mostra a Sawyer uma coisa importante, bons minutos se passam e já estamos quase no final do episódio. Pelo menos é uma revelação bomba, já que Sawyer vê os nomes dele, de John, Jack, Hugo, Sayid e um sexto que não se precisa se é de Jin ou Sun. Todos os nomes são acompanhados de um número, os mesmos números enigmáticos desde o início da série. Segundo John, os nomes foram escritos por Jacob, que fez com que as pessoas acabassem caindo na ilha de uma forma ou de outra e que eles são os candidatos a novos protetores da ilha.

Fora da ilha, agora quem aparece é o John Locke de verdade, que após ser demitido, tem a sorte de encontrar com o dono da empresa, que lhe indica uma agência de trabalho, também de sua propriedade. Detalhe, o dono é Hugo. Uma coisa que começa a se perceber nesses universos paralelos, é que a vida das pessoas está basicamente dando mais certo, sem muitos problemas e com diversas diferenças da que eles levavam antes de cair na ilha. Outro fator importante é a presença de outros personagens que não deveriam estar ali, como Ben, que é um professor no novo emprego de Locke.

Pra finalizar o episódio temos a confirmação que Claire voltou, só que numa versão Rousseau agora.

Continuo insistindo na teoria que já passou da hora de Lost desvendar seus mistérios ao invés de colocar mais na trama. Deixar algumas coisas de lado já é um erro, pelo visto ele está aumentando a cada novo episódio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: