Vício Frenético

The Bad Lieutenant: Port of Call – New Orleans – 2009

Direção: Werner Herzog

Roteiro: William M. Finkelstein

Elenco: Nicolas Cage, Eva Mendes, Val Kilmer, Xzibit, Tom Bower, Brad Dourif, Michael Shannon, Fairuza Balk, Jennifer Coolidge

“Vício Frenético” é um remake que não é um remake e não quer ser visto como tal. Difícil? Explico melhor.

Em 1992, o diretor italo-americano Abel Ferrara, lançou “Bad Lieutenant”, um filme cru e que não poupa o espectador de cenas violêntas e até mesmo ridículas com o tenente drogado, corrupto e pervetido interpretado por Harvey Keitel. 17 anos depois, o alemão Werner Herzog, mais conhecido por seus documentários, lança um filme com um plot idêntico, mas que as semelhanças acabam por ai

Uma certa discussão girou em torno do filme de Herzog. O diretor alemão disse que seu filme não é um remake e que ele nunca viu o “original”. Já Ferrara declarou se sentir roubado, chamando o roteirista William M. Finkelstein de idiota. Sendo um remake ou não, ambos os filmes tem o plot parecido, mas desenvolvem as histórias de maneiras completamente diferentes.

As cenas de Ferrara eram muito mais fortes, Harvey Keitel é infinitamente melhor que Nicolas Cage e a presença religiosa e a idéia de redenção são completamente diferentes. Na verdade, toda essa briga poderia ter sido evitada, á que foi idéia dos produtores colocar “Bad Lieutenant” o título.

Terence McDonagh (Nicolas Cage), é um tenente da cidade de Nova Orleans que após salvar um homem durante o furacão Katrina, passou a ter sérios problemas de coluna, sendo obrigado a tomar remédios por toda a sua vida. Víciado em drogas e sempre perdendo dinheiro em apostas, o tenente acaba designado para um caso em que uma família de imigrantes senegaleses foi assassinada. Além de exercer a sua função como homem da lei, Terence tem que cuidar de seus problemas pessoais com sua namorada prostituta e o pai que está tentando largar a bebida.

“Vício Frenético” consegue dar uma moral pra carreira de Nicolas Cage, mas não tanto na de Werner Herzog. Sendo um remake ou não, é um bom filme, mais fraco que o de Ferrara, mas é bom.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: