Fuga Sobre Trilhos

Stag Night – 2008

Direção: Peter A. Dowling

Roteiro: Peter A. Dowling

Elenco: Kip Pardue, Breckin Meyer, Scott Adkins, Karl Geary, Vinessa Shaw, Sarah Barrand

Lançado diretamente em DVD no Brasil, “Fuga Sobre Trilhos” é um filme de terror que não acrescenta nada ao gênero, mas pelo menos consegue divertir e tem um bom banho de sangue.

O filme brinca com as histórias de seres que vivem no subterrâneo e de pequenas cidades em baixo das nossas cidades. No caso dos seres, eles são seres humanos, mas em seu estado mais animalesco possível, caçam nos mêtros a sua comida e as abatem sem nenhuma pena. O horror é bem anos 80, correria de um lado para o outro e não importa para onde as vítimas vão, seus perseguidores estão sempre logo atrás e preparados com algo afiado para arrancar as tripas. Há também a parte em que a caça vira caçador, mas isso dura pouco.

Quatro amigos, Mike (Kip Pardue), Tony (Breckin Meyer), Carl (Scott Adkins) e Joe (Karl Geary) vão para um clube de strip tease para se divertirem. Porém, Tony exagera e eles são expulsos, rumando para um outro lugar. No mêtro, os quatro encontram com duas garotas do clube, Brita (Vinessa Shaw) e Michelle (Sarah Barrand) e quando Tony vai bancar o engraçadinho, Brita joga um spray no cara, impestiando todo o vagão. Com o trem parado no tráfico, Brita consegue abrir a porta do vagão para sair para respirar e os outros a seguem. Porém com o sinal verde, o trem parte, deixando os seis em uma estação abandonada desde a década de 70.

Sem poder sair pela estação, Mike, Joe, Tony e Brita vão buscar ajuda, deixando Carl e Michelle na estação. Se aventurando pelos trilhos, os quatro chegam em uma outra estação, mas presenciam um brutal assassinato de um guarda e começam a serem perseguidos pelos assassinos. Enquanto isso, Carl e Michelle são atacados por uma criança na estação.

O filme se desenvolve assim, com os sobreviventes correndo de um lado para o outro nos trilhos da imensa rede metropolitana de Nova York e sempre com os assassinos atrás deles. Positivamente o filme não perde tempo explicando o que são os assassinos e porque deles terem as caracteristicas animalescas, eles estão ali e matam as pessoas, ponto final.

O final é bastante previsível, mas não chega a estragar o filme. “Fuga Sobre Trilhos” é um filme razoável, mas garante a diversão sangrenta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: