Bullying

Bullying – 2009

Direção: Josetxo San Mateo

Roteiro: Ángel García Roldán

Elenco: Albert Carbó, Joan Carles Suau, Laura Conejero, Marcos Aguilera

Vindo de um dos melhores mercados de cinema, o espanhol, “Bullying” é a tentativa de abordar um tema que sempre está em discussão, a violência causada por jovens.

O tema que tinha tudo para dar um bom filme, acaba gerando uma das maiores merdas do cinema espanhol. O bullying é mal abordado, os atores são fraquíssimos e lembram muito o grande elenco de “Malhação”. Nenhum dos jovens atores convence nas suas atuações, é tudo forçado demais e fica ridículo o esforço e as expressões de alguns deles.

Jordi (Albert Carbó) é  novato em uma escola, após ter mudado de cidade com a mãe Julia (Laura Conejero). Os dois vivem um momento delicado de suas vidas, pois a pouco tempo o pai da família morreu, gerando uma série de problemas.

Logo de cara, Jordi recebe as boas vindas de Nacho (Joan Carles Suau), que sem brincadeiras é o pior ator que tive a infelicidade de ver. Nacho é tipo o maioral da escola, o cara que bate em todo mundo, rouba o dinheiro do lanche, fuma, bebe e faz as festinhas com alcóol pra moçada. Aproveitando da inocência de Jordi, Nacho começa a abusar de sua autoridade e cada vez mais humilha o garoto. Essa inocência de Jordi beira a estupidez, pois ele acredita sempre nas boas intenções de Nacho. As constantes humilhações sofridas na escola e em casa, já que Nacho é seu vizinho, faz com que Jordi se feche cada vez mais e comece a cair seu rendimento escolar.

Tudo é superficial demais em “Bullying”, e essa superficialidade por sua vez é completamente mal abordada. Para um filme com tema delicado e abrangente e vindo de uma escola de cinema de qualidade como a espanhola, “Bullying” é uma decepção.

Comments
2 Responses to “Bullying”
  1. Não concordo que o filme seja uma “merda”. E verdade que é uma produção modesta com atores fracos, mas a mensagem é passada. Esse tema não tem necessariamente que ser abordado por um elenco de peso, e que certamente não daria retorno financeiro.
    O filme espanhol, trata com seriedade sobre o tema, e é certamente o primeiro a fazê-lo no ambiente específico da escola. Vale pela iniciativa.

  2. mary disse:

    Concordo com Cezar certamente o filme não possui um elenco forte, porém o filme consegue transmitir muito bem a mensagem de que BULLYING é um assunto muito sério e que merece mais atenção por parte de pais, alunos, professores e toda a sociedade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: