Lost – 6ª Temporada, 15º Episódio

Lost – Season 6, Episode 15: Across the sea – 2010

Direção: Tucker Gates

Roteiro: Damon Lindelof, Carlton Cuse

Elenco: Mark Pellegrino, Titus Welliver, Lela Loren, Allison Janney, Kenton Duty, Ryan Hanson Bradford, Matthew Fox, Evangeline Lilly, Terry O’Quinn

Digno, bastante digno esse episódio de Lost. Bem esclarecedor sobre vários temas e ainda deixando uma grande pergunta no final.

“Across the Sea” é totalmente dedicado a Jacob e o Men in Black, os dois lados da disputa na ilha. É praticamente um episódio de formação, pois os eventos que ocorrem aos dois personagens serão os responsáveis pelo que acontece aos losties e a todos os infelizes que foram parar na ilha.

Nos primeiros minutos a surpresa, Jacob e o Men in Black são irmãos que chegaram na ilha ainda na barriga da mãe, após um naufrágio. Uma mulher salva a mãe dos dois e após ajudar no parto a mata com uma pedrada na cabeça. Jacob recebe o nome dado pela mãe, já seu irmão não tem em momento algum seu nome mencionado.

Os dois crescem pensando que a mulher que os criou é sua verdadeira mãe e que não existe nada além da ilha. Jacob é o mais sereno e seu irmão mais contestador e possui algumas habilidades especiais, como saber das coisas sem nunca ter havido um contato anterior.

Após Jacob e seu irmão terem visto outros homens na ilha, a mulher decide levá-los a um local especial, uma caverna onde uma forte luz vem de seu interior. A mulher explica que essa luz é responsável por toda luz interior em cada ser humano, uma fonte de vida que deve ser protegida a qualquer custo. Ela é a protetora da ilha e caberá a um dos dois meninos a tarefa de substitui-la no futuro.

Um outro poder se manifesta no irmão de Jacob, o poder de conversar com os mortos. Sua mãe aparece em uma visão e conta toda a verdade sobre a mulher que os criou e sobre os homens que moram na ilha. Enfurecido com a mentira da pessoa que pensava ser sua mãe, ele decide se juntar aos outros homens, pessoas consideradas más pela mulher. É dela a frase que o Man in Black usa no último episódio da quinta temporada, “eles vem, eles lutam, eles destroem, eles corrompem e sempre acaba do mesmo jeito”.

Após um salto temporal de 30 anos, já temos Jacob e seu irmão como conhecemos. Jacob ainda continua ao lado da mãe e seu irmão na vila com os outros homens. Jacob o visita constantemente e fica sabendo de uma descoberta que os homens fizeram, algumas regiões da ilha possuem um grande magnetismo e que pode tirá-los de lá. Preocupada com a decisão do filho de deixar a ilha, a mulher vai atrás dele para uma conversa e  descobre os planos da roda, a mesma que Ben usou para deslocar a ilha. Em um ato de desespero, ela empurra a cabeça do filho contra a parede.

Enquanto Jacob recebe instruções do que fazer para proteger a ilha, seu irmão acorda e vê todos os homens mortos e a vila destruida. Ela sai a procura da mãe e a mata, sendo pelo por Jacob logo depois e jogado na caverna com a luz, local que sua mãe disse para nunca entrar, pois algo pior que a morte o esperaria. E quem sai da caverna logo depois?? O monstro de fumaça. Mas logo depois, Jacob encontra o corpo do irmão caido perto de um rio, morto. Jacob faz o enterro da mãe e do irmão que é ligada a uma cena de Jack e Kate da primeira temporada, onde eles encontram na caverna dois esqueletos.

Então se o irmão de Jacob morreu de verdade, que é o monstro de fumaça que tomou conta de seu corpo?

O episódio foi simplesmente sensacional, sendo do começo ao fim bem interessante. Faltando apenas três episódios para o fim, é nesse nível que Lost deve terminar.

Comments
One Response to “Lost – 6ª Temporada, 15º Episódio”
  1. vinicius ottoni disse:

    Acompanhar por seis anos a série torna qualquer um automáticamente um fã, e falo somente com esta propriedade.
    Para mim já tinha ficado claro que os criadores não conseguiriam respostas críveis para tantas perguntas criadas por eles mesmo.
    Mas decepção causada por este episódio foi enorme pois estamos falando de 6 anos esperando por uma resposta fundamental: O que é e da onde vem a fumaça preta? Resposta? Da mística e misteriosa caverna da luz. Oras porque não pensamos todos antes nisto? Era tão simples…
    Cabe também a crítica aos “defeitos” especiais pífios… Ficou aquela impressão: é… vcs já foram melhores. Lembra do avião partindo? Será que a grana para efeitos acabou? E o maior de todos os vilões? Porque ele é vilão? Simples também: Enquanto criança deu piti porque queria sair da ilha, lembrando que só se vingou da guardiã quando ela o impediu já adulto. Quanto a matar sua mãe, tava beleza, né? Não poder sair da ilha? MORTE! É de uma infantilidade sem tamanho.
    Na minha opinião a série se perdeu após a terceira temporada. Não acho que seja coincidência que na quarta tenha havido a famosa greve dos roteiristas.
    Salvou-se apenas The Constant, diga-se de passagem belíssimo embora não original. Basta assistir The Time Machine de 1960 para que se veja as similaridades. Homem preso no tempo que encontra no amor o retorno a própria vida, inclusive originado com H.G. Wells. Perdoado.
    Restou a impressão que Lost sabe como nenhuma série criar perguntas e expectativas, mas peca como nenhuma outra em respondê-las a contento.
    Abraço e sucesso com o blog, lembrando que respeito sua opnião.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: