Príncipe da Pérsia

Prince of Persia – 2010

Direção: Mike Newell

Roteiro: Boaz Yakin, Doug Miro, Carlo Bernard

Elenco: Jake Gyllenhaal, Gemma Arterton, Ben Kingsley, Alfred Molina, Richard Coyle, Toby Kebbell, Gísli Örn Garðarsson, Steve Toussaint


Até que demorou para fazerem uma adaptação do Princípe da Persia, jogo que existe desde a década de 80. Por sorte, o filme não foi feito na década de 90, época em que adaptações de vídeo game renderam desgraceiras absurdas.

Com um elenco com grande nomes e a produção de Jerry Bruckheimer e da Disney, “Príncipe da Pérsia” é um filme muito bem feito, com belos efeitos visuais e que é bastante fiél as histórias do jogo. Creio que tenha sido difícil a adaptação, já que não é apenas um jogo e sim uma cacetada. O filme é grandioso, desde o enorme orçamento de mais de 200 milhões de dólares até a fotografia e os efeitos visuais.

O que não é bacana no filme são os atores principais. Jake Gyllenhaal não convence, sua carinha de moço bom e bobinho deixa Dastan um pouco estúpido e menos “homem” e Gemma Arterton abusa com a voz irritante, apesar de ser extremamente bonita.

Na Pérsia, Dastan (Jake Gyllenhaal), um menino que vive nas ruas é adotado pelo rei Sharaman (Ronald Pickup) e passa a ser um dos príncipes da corte. Treze anos depois ele e seus irmãos, Tus (Richard Coyle) e Garsiv (Toby Kebbell) estão em uma missão dada pelo pai e levados por uma informação de um espião, atacam e conquistam a cidade de Alamut.

Durante as cerimônias, o rei é envenenado e morre e a culpa acaba caindo em Dastan. Com a ajuda da princesa Tamina (Gemma Arterton), Dastan foge de Alamut e começa a pensar no que fazer para provar a sua inocência. Durante as aventuras no deserto, ele descobre que uma adaga que encontrou em Alamut é capaz de fazê-lo voltar no tempo e que essa mesma adaga é a razão da invasão a Alamut.

O filme tem uma referência a última guerra no Iraque, mais precisamente ao motivo inventado da invasão. Não acredito que isso tenha muita utilidade prática, mas tá virando moda em Hollywood.

“Príncipe da Pérsia” tem os seus escorregões mas é um bom filme.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: