Esquadrão Classe A

The A-Team – 2010

Direção: Joe Carnahan

Roteiro: Joe Carnahan, Brian Bloom, Skip Woods

Elenco: Liam Neeson, Bradley Cooper, Sharlto Copley, Quinton ‘Rampage’ Jackson, Jessica Biel, Patrick Wilson, Gerald McRaney, Brian Bloom


Uma das séries mais famosas da década de 1980 está de volta. Pouco antes, algumas duvidas pairavam sobre qual seria o resultado final, já que a série e seus personagens foram tão marcante que qualquer alteração mais forte poderia arruinar tudo. Por sorte, ou simplesmente por boa capacidade dos envolvidos, “Esquadrão Classe A” é bastante fiél a série, colocando elementos mais modernos e as tradicionais exageradas de filmes do gênero.

Todos os atores conseguem corresponder as espectativas. Liam Neeson, Bradley Cooper, Sharlto Copley e Quinton Jackson trazem a “alma” do seriado de volta. Sharlto Copley, que tinha participado apenas de “Distrito 9”, está excelente em seu papel, deixando completamente insano o Capitão Murdock.

O filme é um preludio da série, conta a origem do grupo e como eles se conheceram. Felizmente, a formação do grupo é contata rapidamente, sem perder tempo com banais explicações que estão enchendo os filmes de hoje. O que você tem que saber é contato em 10 minutos, o Coronel John Hannibal Smith (Liam Neeson) e o Tenente Templeton Cara de Pau Peck (Bradley Cooper) estão em uma missão no México e acabam precisando da ajuda de Bosco BA Baracus (Quinton Jackson) e do insano H.M. Murdock (Sharlto Cooper) para escaparem com vida e completar a missão. Anos depois, o Esquadrão Classe A se torna um forte grupo do exército dos Estados Unidos, sendo chamado para as missões mais difíceis e insanas.

O agente da CIA Lynch (Patrick Wilson), chega na base onde o grupo está e os convoca para uma missão. Mesmo com o General Morrison (Gerald McRaney) sendo contra a participação da equipe de Hannibal, eles se envolvem na missão que ocorre perfeitamente, até que uma conspiração os faz perder as patentes militares e serem condenados. De lado na vida militar e com os nomes sujos, os quatro acabam recebendo mais uma oportunidade dada por Lynch e partem para mais uma insana missão.

O filme é recheado de exageros, mas todos muito bem feitos e até certo ponto corretos para o estilo do filme. Uma coisa que poderia ter sido deixada de lado é o excesso de flashbacks com as explicações dos planos mirabolantes de Hannibal. Fica parecendo que o espectador é uma besta e tem que receber todas as informações mastigadinhas para entender o filme por completo.

O filme termina com uma deixa para uma sequência, se for tão bom quanto esse filme foi, será bem vindo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: