Percy Jackson e o Ladrão de Raios

Percy Jackson & the Olympians: The Lightning Thief – 2010

Direção: Chris Columbus

Roteiro: Craig Titley

Elenco: Logan Lerman, Brandon T. Jackson, Alexandra Daddario, Catherine Keener, Pierce Brosnan, Kevin McKidd, Jake Abel, Sean Bean, Rosario Dawson, Steve Coogan, Uma Thurman

Eu simplesmente não consigo gostar de filmes como esse e seus priminhos como Harry Potter e Crepúsculo. Essa jogada mercadológica de  fazer filmes vázios para jovens acéfalos e que não se importam nem um pouco com a consistência do filme é deplorável. Com os milhões investidos em projetos como esses e que rendem sequências intermináveis, é estúpido a falta de preocupação em elaborar uma história minimamente interessante e original.

“Percy Jackson e o Ladrão de Raios” é uma cópia tosca de Harry Potter e se aquela porcaria de Hogwarts já me causa nojo, imaginem essa tranqueira aqui. As semelhanças são evidentes; um garoto comum com o destino de ser herói, uma garota inteligente e que muitas vezes salva a pele dos amigos e um garoto besta que tem como única função fazer as piadinhas. É o trio mala de Hogwarts, os jovens que não trepam e que tem que salvar o mundo já que os adultos estão ocupados com outras coisas.

Para ajudar no processo de ctrl c + ctrl v, o diretor escolhido foi Chris Columbus, o mesmo cara que estava a frente dos dois primeiros Harry Potter. Uma coisa que o diretor sabe fazer é agradar o público jovem, mas seus filmes antigos eram extremamente mais interessantes. Com o alto investimento é meio óbvio dizer que a fotografia, efeitos e ambientações são belíssimos e também é óbvio dizer que em um elenco composto em sua grande parte por jovens e inexperiêntes atores, as atuações são fracas.

Percy Jackson é um garoto que leva uma vida normal até descobrir que é filho de Poseidon, o rei dos mares. Percy é acusado de roubar o raio de Zeus e começa a ser perseguido por seres mitológicos. O roubo do raio provoca uma crise no Olímpo, que se prepara para um confronto entre seus deuses. Com a ajuda de outra semi-deusa, Annabeth (Alexandra Daddario), a filha de Athena e do sátiro comediante Grover (Brandon T. Jackson), Percy enfrenta vários desafios para provar a sua inocência e evitar a guerra entre os deuses.

Na verdade Percy é Perseu, outra coisa meio óbvia de dizer, então os combates mitológicos não mudam muito, passando da Grécia para os Estados Unidos. O filme é lotado de clichês, cenas manjadas, piadas prontas que não funcionam e nem a presença de Uma Thurman, Rosario Dawson e Pierce Brosnan salva a bagaça.

Infelizmente a coisa não vai parar por ai e veremos vários Percy Jackson, assim como vieram vários Harry Potter. É a necessidade do mercado, fazer o que!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: