True Blood – 3ª Temporada

True Blood – Season 3 – 2010

Direção: Daniel Minahan, Scott Winant, Michael Lehmann, David Petrarca, John Dahl, Lesli Linka Glatter, Anthony Hemingway

Roteiro: Brian Buckner, Raelle Tucker, Alexander Woo, Kate Barnow, Elisabeth Finch, Nancy Oliver

Elenco: Anna Paquin, Stephen Moyer, Alexander Skarsgård, Sam Trammell, Denis O’Hare, Joe Manganiello, Theo Alexander, Ryan Kwanten, Rutina Wesley, Nelsan Ellis, Deborah Ann Woll, Kristin Bauer, James Frain, Chris Bauer, Jim Parrack, Carrie Preston, Todd Lowe, Marshall Allman, Kevin Alejandro, Lindsay Pulsipher

Como é possível uma série tão promissora conseguir se transformar em uma das coisas mais chatas e exageradas da TV?

Para quem acompanha desde o início, é fácil ver como “True Blood” está cada vez mais chegando no fundo do poço. Se na segunda temporada a Maryann foi absurdamente sem graça e bizarra, a terceira temporada extrapolou os limites colocando mais seres sobrenaturais e sem acrescentar nada a história. Dessa vez lobisomens e fadas foram aparecendo, sem contar a nova namorada de Jason Stackhouse (Ryan Kwanten) que se transforma em pantera. Todos os seres foram levados ao ridículo, os lobisomens pareciam lenhadores, as fadas lembravam os filmes da Xuxa e os vampiros a cada episódio ficam mais emos e sem graça.

No final da segunda temporada, Bill (Stephen Moyer) é sequestrado em um restaurante quando ia pedir Sookie (Anna Paquin) em casamento. A terceira temporada começa desse ponto, com Sookie desesperada procurando por seu amado vampiro. Bill foi sequestrado por Russell Edgington (Denis O’Hare), o rei vampiro do Mississippi. Russell quer informações de Bill e descobrir quais são as suas verdadeiras intenções com Sookie e o interesse da rainha vampira de Nova Orleans na moça. Na verdade as intenções de Bill e Eric com Sookie são colocadas a prova na temporada toda e muitas vezes é Eric quem aparenta ser mais preocupado com o seu bem estar.

Sem saber do risco que ela e Bill estão correndo, Sookie consegue a ajuda de Eric, que designa o lobisomem Alcide (Joe Manganiello) para protegê-la e procurar Bill. Com Alcide, Sookie entra em contato com outros lobisomens em cenas ridículas e completamente exageradas. Com a informação de que Bill está com Russell, Eric entra na jogada, indo até a casa do excêntrico rei do Mississippi.

Russell é o melhor personagem da temporada, sendo completamente louco e sem respeitar nenhuma regra dos vampiros e nem dos humanos. É com ele a melhor cena da temporada, quando após Eric matar seu amado, Russell pira e vai a um programa de TV e arranca a espinha do apresentador ao vivo. É uma ótima cena, mas é o máximo que temos.

Durante a temporada descobrimos a real de Sookie e de todo interesse que os vampiros tem nela. Ela é uma fada, um ser que pode devolver aos vampiros a capacidade de suportar a luz do sol. As cenas dela no mundo das fadas são simplesmente ridículas e realmente estão no mesmo nível dos filmes da Xuxa. Como Bill era o encarregado de checar as origens de Sookie, o relacionamento dos dois vai pras cucuias, com a fadinha flertando com Eric e Alcide.

Boa parte dos 12 episódios são muito chatos e com os personagens muito mal trabalhados. Teve tanto personagem novo nessa temporada que é difícil de lembrar de cabeça, mas nenhum deles conseguiu se destacar. Tara (Rutina Wesley) matou de raiva muitas pessoas com a sua choradeira interminável e as constantes crises de autopiedade. A vontade de muita gente era que aquela vaca morresse logo e paresse com a encheção de saco. Bill foi perdendo cada vez mais espaço para o Eric e sempre que aparecia se complicava mais com Sookie. Lafayette (Nelsan Ellis) foi o único que teve mais lucro no final das contas. Ele arrumou um namorado, Jesus (Kevin Alejandro), mas depois de uma noitada regada a muito V, ele começou a surtar, vendo sangue pra tudo quanto é lado, mas isso foi deixado para ser abordado na próxima temporada. Aliás muita coisa foi jogada para a próxima temporada. Sam (Sam Trammell) achou sua verdadeira família, mas o povo não prestava e somente o irmão Tommy (Marshall Allman) ficou com ele, mas nem essa relacionamento durou muito.

A ruindade foi tão grande, que o último episódio fechou tudo com chave de bosta, sendo uma grande perda de tempo. Nada demais aconteceu e nada marcou de forma positiva essa terceira temporada. A série foi renovada, mas se continuar ruim desse jeito é melhor acabar de uma vez.

Comments
One Response to “True Blood – 3ª Temporada”
  1. Marcio Melo disse:

    Ficou na verdade parecendo um episódio qualquer “enche-liguiças” de meio de temporada.

    Foi um dos piores seasons finales que já assisti.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: